Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Compartilhe

Ai se eu te pego

Imagem
Sucesso em Dresden, Alemanha O cantor animava uma corrida e em português E a música Ai eu te pego, do Michel Teló, continua me surpreendendo em locais improváveis para sua execução. Em Dresden, Alemanha, estava acontecendo uma corrida de rua e uma banda animava os atletas em um dos pontos de passagem. Entre várias canções o cantor começou a executar Ai seu eu te pego em português.  Em já comentei em um dos programas na televisão que vi um grupo de jovens japonesas cantando em Interlaken na Suíça, em Moscou um grupo também cantava e na Itália, especificamente em Veneza, uma senhora quando soube que minha esposa era brasileira queria que ela ensinasse a cantar o Ai se eu te pego, e um detalhe apenas, estávamos dentro de uma igreja. Eu estava filmando outra coisa e quando ouvi a música corri para uma sacada que dava para rua e já fui gravando. A empolgação era grande dos corredores com a música. No dia Dresden estava com uma sensação térmica abaixo de zero e tinha acabado de ne

Fortaleza e Residência de príncipes e bispos

Imagem
Em Würzburg, na Rota Romântica Vista da cidade do alto da Fortaleza Würzburg foi a primeira cidade da chamada rota romântica que visitamos. É uma cidade universitária atualmente, residência real  antigamente e fica localizada nas duas margens do rio Meno, ou Main em alemão. Famosa pelos seus vinhedos, os vinhos da Francônia e atrações turísticas. É considerada uma cidade barroca com todo charme do Sul alemão. A. A catedral de Santo Kilian, construída pelo bispo Bruno em 1040. A Residência, Patrimônio mundial da Unesco, a Fortaleza Marienberg e a  ponte sobre o Meno, a Alte Mainbrücke são conhecidos como símbolos de Würzburg. Residenz: patrimônio da Unesco Alte Mainbrücke, a ponte sobre o rio Meno Fortaleza Marienberg Durante séculos parte da nobreza, príncipes e bispos viveram na cidade. O Residenz, residência dos nobres chama atenção por sua imponência no alto da montanha. Praticamente do lado oposto, ou lado a lado, dependendo de como se olha, se encon

Cuidar da natureza é educação

Imagem
Um rio limpo em Garmish-Partenkirchen Apesar de cortar toda cidade o rio não tem sujeira O município fica na Alta Baviera, na Alemanha. Uma cidade simpática que atrai muitos turistas em busca de esportes da neve. Cheguei a Garmish já anoitecendo, saí para jantar e pude acompanhar o rio em diversos pontos. Não pude deixar de notar a sua limpeza quando estou acostumado nas cidades brasileiras os rios ficarem lotados de garrafas, sacos plásticos e até móveis descartados. Fiz um vídeo mostrando o rio ao lado do hotel onde fiquei. As montanhas podem ser vistas de qualquer local. A promessa é que nos picos há neve o ano inteiro, mesmo no verão. No mês de abril raramente neva, mas as imagens não mentem. Olhando para o alto se avista o branco da neve. Aliás, Garmish bem próxima do pico da Alemanha, o Zugspitze, que visitamos também, subindo de teleférico e descendo de trem, mas a montanha será objeto de outra postagem. E por falar em coisa grande, enorme mesmo foi a

Curiosidades na Alemanha

Imagem
A confiança no cidadão 

O sucesso

Imagem
Gravei esse artigo que fala sobre as pessoas de sucesso. Muitos olham para os bem sucedidos com inveja e até desconfiança, mas não entendem o que eles tiveram de fazer para chegar onde estão.  Tenha um bom dia.

Poema da prosperidade

Imagem

Deus ainda fala com as pessoas?

Imagem

Show da Vida

Imagem
Porque vale a pena viver

Fazendo fogo na selva

Imagem
Não é fácil como nos filmes Em muitos filmes sobre selva vez ou outra aparece um esperto que de uma forma bem simples faz fogo para passar a noite na mata. Longe da realidade dos filmes não é tão fácil assim. E uma das lições no nosso curso de sobrevivência foi aprender a fazer fogo usando os recursos que se tem em mãos. Sinceramente já vi maneiras mais simples em outras viagens. Mas na Amazônia acredito que tudo fica mais difícil por causa da umidade relativa do ar em média de 80 % . Das várias maneiras que nos foram ensinadas vou apresentar em vídeo uma delas, onde hipoteticamente alguém saiu para caçar um porco do mato e se perdeu, anoiteceu e ele tem de esperar o amanhecer para se guiar pelo sol nascente e sair da selva. A pessoa teria um cartucho da espingarda para potencializar a produção das primeiras chamas. Assista no vídeo. É, eu já vi formas mais fáceis de se fazer fogo, mas certamente a dificuldade na Amazônia ocorre por causa da umidade do ar. Em uma apre

Frutos da Amazônia

Imagem
Como descobrir se algum é venenoso Já voltando para nosso acampamento, caminhando e gravando o vídeo, fiz um comentário sobre a umidade relativa do ar na floresta, extremamente alta. Para quem não está acostumado, há momentos durante uma simples caminhada que nos dá a impressão de estarmos respirando água junto com o ar. O cansaço logo toma conta do corpo, dando uma sensação muito desagradável.  No acampamento fomos apresentados a algumas frutas que podem ser encontradas na floresta. Muitas já podem ser encontradas em supermercados e feiras do país, outros, pelo menos para mim, eram completamente desconhecidos. Uma das explicações úteis, foi como diferenciar um fruto comestível de um venenoso. As explicações no vídeo.

Sobrevivendo na selva

Imagem
As armadilhas A arapuca serve para pegar pequenos animais e pássaros Aprendemos a fazer uma arapuca, armadilha utilizada para pegar pequenos animais e pássaros. Nosso guia também informou como é o comportamento dos animais quando vão procurar comida e água. Interessante que eles caminham numa forma de triangular e para caçar os índios determinam a trilha dos bichos para colocar a arapuca no caminho deles. Veja no vídeo. O laço É um método cruel de se caçar animais já que dependendo da parte do corpo que o bicho for laçado ele pode ficar pendurado sofrendo durante muito tempo. Essa técnica é ensinada também a soldados que fazem curso de sobrevivência na selva, lembrando que o Exército Brasileiro é referência no mundo para esse tipo de treinamento. Muitas armadilhas servem para o combate, como esta. Veja o passo a passo. A flecha A armadilha é feita com arco e flecha. Primeiro se detecta o caminho utilizado pelo animal para depois

Acampando na selva

Imagem
Armando a rede a aprendendo mais A rede coberta com lona e mosquiteiro E entrando mais na selva, chegamos ao local do acampamento. Ao lado de um igarapé e com árvores bem altas, lugar ideal, segundo nosso guia, para passarmos a noite. A primeira aula foi de como armar a rede na mata, colocando a coberta de lona e o mosquiteiro. No vídeo você pode conferir o passo a passo. A árvore que anda Logo depois de montarmos o acampamento saímos em uma nova caminhada pela selva enquanto ainda era dia. Não foi preciso andar muito para encontramos a planta utilizada pelos índios para fazer a zarabatana, mas essa mais adulta. Ela também é conhecida pelos nativos como a árvore que anda por conta de suas raízes que se expandem em busca do sol escasso na floresta por causa das árvores muito altas. O cipó O cipó d'água está ameaçado de extinção O cipó d"água já foi atração em muitos filmes sobre selva. A pessoa corta com um facão e toma água que ele gua

O solo pobre da Amazônia

Imagem
Areia pura Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o solo da floresta amazônica é muito pobre: areia pura. Por isso, a manutenção da floresta é essencial, não adianta pensar em pasto, agricultura ou outro tipo de empreendimento que dependa do solo. Veja no vídeo.

Para não se perder na selva

Imagem
Preocupação constante quando se  entra na selva é não se perder. Todos já devem ter ouvido a expressão "andando em círculos". Neste post nosso guia fala exatamente sobre esta questão. Veja no vídeo.

Sonhando

Imagem
Tenham todos um bom dia

O pau pra tudo, antibiótico natural

Imagem
Outro remédio dos índios De um amargor intenso, o pau pra tudo, como o nome diz, é utilizado pelos índios para combater diversas doenças. Suas substâncias já foram estudadas por diversos laboratórios farmacêuticos. No vídeo, nosso guia explica como é utilizado pelos nativos da floresta.

De onde vem o vick

Imagem
Remédio natural usado pelos índios Enquanto vamos entrando na selva amazônica vamos conhecendo mais sobre plantas e remédios naturais utilizados pelos índios. Nosso guia nos apresenta o vick, exatamente a planta de onde primariamente foram extraídas as substâncias para se criar o vick vaporub, uma das patentes de medicamentos mais lucrativas do século passado. Vejam o vídeo com as explicações.

O importante é não parar

Imagem
Um bom dia pra você

Agenda da Felicidade

Imagem
Tenha um bom dia

Na maquiagem da TV Jornal

Imagem
Uma brincadeira de antes e depois com nossa maquiadora Jô. Queria esclarecer que por conta do brilho da iluminação no rosto é praxe para apresentadores e até entrevistados a maquiagem.

Instagram

Anúncio