Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Compartilhe

A paciência chinesa

Imagem
Os bordados com fios de seda Muito se fala sobre a paciência chinesa. Acredito que o fato da história da China se confundir com a própria história da humanidade com suas grandes construções milenares tem haver com essa impressão. Mas isso pode ser notado também no cidadão, no seu modo de vida e trabalho. Visitei uma Fábrica de Bordados em seda na China onde a ideia de paciência chinesa chama muito mais a atenção.  Se você durante dois anos acordasse e fosse trabalhar todo dia para  bordar nesse tempo uma única peça? Conseguiria? Esse bordado abaixo foi feito em aproximadamente dois anos. Bordado em dupla face. Dois anos para fazer e o preço: 15 mil dólares. O bordado é feito em seda, com fios de seda e no processo a bordadeira consegue dividir um único fio em quase 40. Ficando u trabalho minucioso. E um detalhe, no bordado não existe um único nó. Bordadeira trabalhando em uma peça que ficará pronta em um ano e meio. Existe um provérbio chinês que diz

Arquivos na nuvem

Imagem
Eu confesso que sou um pouco incomodado quando se fala em arquivar textos, fotos e vídeos. Fiz uma viagem há alguns anos para os Emirados Árabes e fui copiando os arquivos das câmeras para um  notebook. Ao mesmo tempo ia apagando nas câmeras. Resultado final foi que o o computador deu pau e eu perdi praticamente todos arquivos. Se fosse hoje isso não ocorreria. Já dei a dica para instalar o aplicativo google fotos que automaticamente transfere para sua conta gmail todas suas fotos e vídeos do celular e se quiser copiar do computador pode também, é preciso apenas selecionar e arrastar suas fotos e vídeos para a página do google fotos aberta no navegador. Mas temos muitas outras opções. One Drive, Mega, Dropbox etc. O número de provedores de nuvem parece não parar de aumentar. O problema é o preço. O iCloud da Apple te dá 5 gigas apenas de graça, depois tem de pagar, o One Drive da Microsoft te dava 15 gigas e agora baixou para 5, o google drive te dá 15 gigas, mas conta também seus ar

Seriguela e Pitomba

Imagem
Quando cheguei a Pernambuco no início da década de 80 me deparei com diversas frutas sendo vendidas no meio da rua e completamente desconhecidas para mim. A pitomba foi uma delas. A minha primeira pergunta ao tentar morde-la foi : como se come isso? Esbarrei na casca. Foto Joslei Cardinot Foto Joslei Cardinot Outra curiosidade era como seria um pé de pitomba produzindo aqueles cachos. Cheguei a imaginar se não seria uma parreira como a uva. Para aqueles que não conhecem apresento no vídeo abaixo o pé de pitomba. A Seriguela Outra fruta diferente que encontrei foi a seriguela. Essa mais doce e até recentemente apenas consumia sem saber seus benefícios para a saúde. Rica em fibras, facilita a digestão. Tem vitaminas A, B e C além de propriedades antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres.. Foto Joslei Cardinot Foto Joslei Cardinot Para completar, na sabedoria popular a seriguela é usada para aliviar gases, diarréia e até para limpa

Dubai : Burj Al Arab

Imagem
O Burj Al Arab (literalmente Torre das Arábias) é um luxuoso hotel edificado em Dubai, Emirados Árabes Unidos. No vídeo mostramos um pouco da história da construção do prédio, a primeira experiência em Dubai de se construir em uma ilha artificial. Esse vídeo foi feito pela manhã, mostrando a parte externa do hotel, considerado sete estrelas, e um dos mais caros do mundo. Neste outro vídeo entramos no Burj Al Arab. Fomos ao restaurante, um dos mais caros do mundo. Tentei brincar com a situação, até porque como diz o povo "dinheiro não é capim. Eu estive duas vezes em Dubai. Na primeira, vários companheiros de viagem diziam que aquele sonho no meio do deserto não iria prosperar. Desta vez foi uma grata surpresa observar que a determinação dos governantes e do povo fez com que os sonhos fossem realizados. Quando o petróleo baixa o preço no mercado mundial, Dubai se mantém com turismo e vários outros negócios por conta dos investimentos realizados. Em outros vídeos vamos

O amor

Imagem
O nosso programa na televisão estava fazendo uma cobertura ao vivo de uma tragédia para aproximadamente 500 famílias da Beira Mangue, Vila Santa Luzia, na Torre, quando após dar entrevista à repórter um cidadão idoso, também vítima, pediu para mandar um recado para mim. Observem amigos, durante a entrevista víamos de cima de uma ponte imagens do incêndio que destruía os casebres daquela comunidade. Nesta cobertura a TV Jornal usou uma tecnologia nova em transmissões ao vivo. As imagens do alto foram feitas por um drone. Observem abaixo algumas reproduções: E qual era o recado? Ele disse apenas "Cardinot eu te amo". Talvez para muitos que assistiam aquelas palavras passaram despercebidas, mas não para mim. Me emocionaram. No meio da tragédia, o amor.

Instagram

Anúncio