Presidente do Banco Central faz alerta sobre inflação

 

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quarta-feira (3) que a inflação e os núcleos estão caindo em boa parte dos países emergentes. No entanto, ele ponderou que em alguns países já há uma elevação da inflação de serviços. Campos Neto também destacou que alguns bancos centrais estão investigando a possível relação entre a mão de obra apertada e os preços de serviços.

Essa declaração vem duas semanas após o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decidir reduzir a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, de 11,25% ao ano para 10,75%. Esse foi o sexto corte seguido, seguindo a sequência de quedas iniciada em agosto de 2023.

Campos Neto ressaltou que a taxa Selic é o principal instrumento da política monetária para determinar a inflação em uma economia. Isso acontece porque os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas opções de investimento pelas famílias.

Em relação à inflação no Brasil, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) encerrou 2023 em 4,62%. No entanto, em fevereiro, o indicador voltou a acelerar, registrando uma alta de 0,83%, em comparação com janeiro, quando variou 0,42%.

Sobre a situação nos Estados Unidos, Campos Neto mencionou que um estudo indica não haver relação entre as variáveis no momento atual, mas alertou que a realidade nos mercados emergentes pode ser diferente.

O presidente do BC destacou que ao analisar a inflação global, percebe-se uma figura mais complicada dos núcleos de inflação na ponta. Alguns países ainda veem queda nos núcleos, porém em uma velocidade menor. Em outros, os núcleos estacionaram, enquanto em alguns, voltaram a subir um pouco.

Campos Neto também enfatizou que o processo de desinflação foi impulsionado pelos preços de alimentos e energia, ocorrendo em um cenário de pleno emprego. No entanto, ele ressaltou que o cenário de inflação global ficou mais desafiador no último mês e meio.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem