Após atropelamento de procissão, micro-ônibus param de circular em Marcos Freire, Jaboatão dos Guararapes

 

Após o trágico acidente envolvendo um micro-ônibus durante uma procissão no Domingo de Páscoa, deixando cinco mortos e 14 hospitalizados, a população do Conjunto Marcos Freire, em Jaboatão dos Guararapes, enfrenta agora dificuldades com a paralisação dos coletivos complementares.

Os motoristas permissionários decidiram suspender as atividades, impactando severamente os moradores que dependem desses micro-ônibus para deslocamentos dentro da área residencial. Agora, a única opção de transporte público são os ônibus da empresa Vera Cruz, operando linhas intermunicipais na região.

A linha 118 - Marcos Freire/Barra de Jangada foi especialmente prejudicada pela paralisação, sendo a principal alternativa para os moradores. Coincidentemente, foi um veículo dessa linha que se envolveu no acidente durante a procissão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Avenida Barreto de Menezes.

Líderes comunitários expressam preocupação com a segurança dos permissionários após o incidente, mencionando receios de retaliação por parte da população. Valdenicio de Andrade Silva, representante comunitário, destaca que a falta de manutenção dos ônibus já era motivo de preocupação e que o acidente era uma tragédia anunciada.

A Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes confirmou a paralisação dos permissionários, alegando questões de segurança devido a ameaças de vandalismo por parte de alguns moradores.


ATROPELAMENTO DE PROCISSÃO EM MARCOS FREIRE DEIXA MORTOS E FERIDOS

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) divulgou nesta terça-feira, dia 02, o mais recente balanço sobre os feridos na "Tragédia da Páscoa" no Conjunto Residencial Marcos Freire, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife.

De acordo com o boletim da SES, 14 pacientes estão atualmente internados em unidades de saúde estaduais. Esse número diminuiu após duas mulheres, uma de 53 anos e outra de 57 anos, receberem alta médica do Hospital Dom Hélder (HDH) e do Hospital da Restauração (HR).

Com essas altas, o total de pessoas atendidas e liberadas após receberem cuidados médicos sobe para 15. Dos 14 pacientes ainda hospitalizados, oito estão no HR, com quatro em estado grave, mas estável, e outros quatro fora de perigo. Os outros seis pacientes permanecem sob cuidados no HDH, todos em estado estável.

O atropelamento da procissão neste domingo de Páscoa resultou em cinco mortes, conforme informações oficiais.

Veja no vídeo abaixo imagens do local do incidente:

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem