Projeto de Lei prevê que fardas das escolas estaduais sejam feitas no Polo de Confecção do Agreste

 

A governadora Raquel Lyra encaminhou à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) um projeto de lei visando à criação do Programa de Desenvolvimento do Polo de Confecções do Agreste - PE Produz Polo de Confecções. A iniciativa tem como foco a aquisição, pelo Governo Estadual, de fardamentos e material escolar produzidos por empresas da indústria têxtil da região.

Os itens adquiridos serão direcionados aos alunos da rede estadual de educação, visando não apenas suprir necessidades básicas, mas também impulsionar o desenvolvimento econômico e o bem-estar dos pernambucanos. O projeto, publicado no Diário Oficial de Pernambuco, destaca os seguintes objetivos:

  • Reduzir as disparidades sociais e regionais por meio do desenvolvimento econômico sustentável;
  • Fomentar as atividades dos arranjos produtivos das áreas têxtil e de confecções locais;
  • Incentivar a formalização e/ou regularização das Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) estabelecidas na região.

O Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco abriga mais de 2 mil empresas formais, responsáveis pela produção de aproximadamente 50 milhões de peças anualmente. O destaque desse complexo reside no grande número de pequenos e médios produtores, proporcionando um ambiente propício para o equilíbrio na distribuição de renda e o fomento ao empreendedorismo e ao surgimento de novos negócios.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem