Polícia prende quatro suspeitos de ataque ao ônibus do Fortaleza

 

Na última terça-feira (19), a Polícia Civil de Pernambuco efetuou a prisão de um homem de 19 anos, suspeito de envolvimento no ataque a pedradas ao ônibus da equipe do Fortaleza. O incidente ocorreu em fevereiro, deixando seis jogadores feridos após uma partida contra o Sport. Esta é a quarta prisão realizada pela Operação Hooligans, que ainda busca deter mais três suspeitos, atualmente foragidos.

De acordo com informações da polícia, o indivíduo foi capturado em um condomínio residencial no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife. Seu nome não foi divulgado.

Após a prisão, o suspeito foi apresentado à Justiça e encaminhado para uma unidade prisional não especificada. A polícia também revelou que havia um mandado de prisão em aberto contra ele, emitido pela comarca de Jaboatão dos Guararapes.

Os três primeiros suspeitos foram detidos na última sexta-feira (15), 22 dias após o ataque. Eles foram levados para o Complexo de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil, situado no bairro de Ouro Preto, em Olinda.

Os mandados de prisão foram cumpridos em três cidades da Região Metropolitana: Recife, Jaboatão dos Guararapes e Camaragibe, sendo expedidos pelo Juízo da Segunda Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Jaboatão dos Guararapes.

A Operação Hooligans teve início em fevereiro de 2024, com o propósito de identificar e desarticular associações criminosas envolvidas em crimes de tentativa de homicídio, provocação de tumulto e dano.

Jogadores do Fortaleza ficaram feridos após serem atingidos por pedras enquanto estavam dentro de ônibus. 

ATAQUE AO ÔNIBUS DO FORTALEZA

O ataque ocorreu na madrugada da quinta-feira (22), após o jogo entre Sport e Fortaleza pela Copa do Nordeste. O incidente teve lugar na BR-232, no bairro do Curado, entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, quando o ônibus do Fortaleza foi alvo de pedradas, resultando na quebra de janelas e no ferimento de seis jogadores.

Nas imagens divulgadas pelo Fortaleza nas redes sociais, é possível observar manchas de sangue em alguns assentos do veículo. Os jogadores feridos foram prontamente levados ao Real Hospital Português, no bairro do Paissandu, onde receberam tratamento médico para a remoção de estilhaços de vidro pelo corpo e foram liberados posteriormente.

As vítimas do ataque incluíram o goleiro João Ricardo, o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar, o lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, além do volante Lucas Sasha, todos feridos pelos estilhaços de vidro.

Veja no vídeo abaixo imagens, gravados pelos jogadores após o ataque, dos danos e ferimentos causados:


PUNIÇÃO AO SPORT

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu punir o Sport, clube mandante na partida contra o Fortaleza, com oito jogos de portões fechados devido ao incidente. Além disso, o clube pernambucano fica impedido de receber ingressos como visitante durante as oito partidas em que atuar como mandante. O Sport informou que irá recorrer da decisão.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem