Polícia prende funcionários do Detran-PE por fraude

 

A Polícia Civil de Pernambuco realizou a prisão de sete integrantes de uma organização criminosa envolvida em falsificação de documentos para aquisição de veículos com descontos em impostos. Entre os envolvidos estão empresários de uma loja de carros, funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e de cartórios na região metropolitana do Recife.

A ação policial, desencadeada na manhã desta sexta-feira (8), faz parte da operação "Sentido Proibido", iniciada em junho de 2022. Foram cumpridos sete mandados de prisão e 19 de busca e apreensão, incluindo sequestro de veículos e bloqueio judicial de ativos financeiros.

Segundo a delegada Gabrielle Nishida, responsável pelo caso, o esquema era operado em uma loja de veículos localizada em Surubim, no Agreste do estado, com a colaboração de funcionários do Detran. Os mandados foram executados em nove cidades, abrangendo o Grande Recife e o Agreste.

Os crimes atribuídos à associação criminosa incluem estelionato, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e documental, além de lavagem de dinheiro. Durante as prisões, foram apreendidos celulares, cerca de R$ 700 mil em dinheiro, veículos, carimbos, documentos e uma arma de fogo.

Os empresários adquiriam os veículos diretamente da montadora, com redução do ICMS. No entanto, no momento do emplacamento, utilizavam notas fiscais falsas, com a colaboração de funcionários do Detran, para evitar o pagamento dos impostos devidos.

A investigação revelou também a participação de funcionários de um cartório no Recife, que facilitavam a fraude mediante a utilização de procurações e assinaturas falsas. O corregedor do Detran, André Angelo, esclareceu que a redução do imposto sobre veículos adquiridos diretamente com a montadora é legal, mas a fraude ocorria ao vender os veículos antes do prazo determinado, de um ano, e sem o recolhimento tributário devido.

A delegada Nishida ressaltou que outros veículos podem estar envolvidos no esquema e que mais vítimas estão sendo identificadas. As pessoas lesadas são encorajadas a procurar a delegacia para registro do boletim de ocorrência e depoimentos, além de possibilitar o bloqueio de mais valores para recuperação do dinheiro perdido.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem