Personal trainer foi morto por ciúmes e vingança em Caruaru

 

A Polícia Civil de Pernambuco revelou nesta segunda-feira (04) as conclusões da investigação sobre o assassinato do personal trainer Rodrigo Gama, ocorrido em 20 de fevereiro de 2023, em uma academia no bairro Universitário Caruaru.

De acordo com os delegados Eric Costa e Bruno Machado, Genilson Lino da Silva, aluno da academia, é apontado como o mandante do crime, enquanto Luís Felipe Coelho teria sido contratado para executar a vítima. Durante o inquérito, descobriu-se que Genilson filmava alunas sem consentimento, o que motivou reclamações das mulheres e uma conversa entre ele e Rodrigo, realizada em uma sala privada do estabelecimento.

Veja abaixo imagens do momento do crime:

A investigação sugere que Genilson, além de sentir raiva pelo pedido das alunas, também nutria ciúmes de Rodrigo, acreditando que o personal flertava com sua esposa. Essa combinação de fatores teria levado à encomenda do crime. Genilson possui um histórico criminal extenso, incluindo passagens pelo sistema prisional baiano entre 2005 e 2018, além de ter sido alvo de uma CPI no Congresso em 2009 por sua gestão em presídios.

Segundo as autoridades, seis pessoas estiveram envolvidas no planejamento do assassinato, incluindo uma menor de idade. Até o momento, apenas duas pessoas foram presas.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem