Irmãos com autismo são barrados em festival na cidade de Olinda

 

No último dia 6 de março, durante o evento "I Wanna Be Tour", realizado na área externa do Centro de Convenções de Pernambuco, dois irmãos autistas, Jéssica e Paulo Monte, foram impedidos de entrar no festival de música e, posteriormente, agredidos por seguranças do local.

Segundo informações, os irmãos tentaram ingressar no evento conforme previsto na Lei Municipal 6003/2017, que concede acesso gratuito a pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) a eventos socioculturais em locais privados do município de Olinda. Apresentaram a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea), documento oficial que confirma a condição, porém foram barrados.

Veja no vídeo abaixo imagens da confusão:

Mesmo após apresentar o laudo de comprovação do transtorno, não conseguiram acesso ao festival. Quando finalmente autorizados a entrar, foram cercados e agredidos por seguranças, como registrado em imagens que mostram Jéssica sendo empurrada e contida pelos profissionais de segurança.

Paulo Monte relatou que, ao chegar ao evento com sua irmã, apresentaram a Ciptea na portaria da pista premium, destinada a pessoas com deficiência, conforme estipulado pela lei municipal. No entanto, foram questionados sobre a ausência de um acompanhante, item não determinado no documento.

Apesar de apresentarem a versão digital do laudo médico, foram confrontados pelo advogado do evento, que solicitou o envio do documento para seu WhatsApp pessoal. Após uma longa conversa, foram informados de que poderiam entrar, mas apenas se apagassem os vídeos feitos anteriormente.

O caso foi denunciado à Polícia Civil e registrado como lesão corporal na Delegacia do Varadouro, em Olinda. A corporação instaurou um inquérito policial para investigar o ocorrido.

A Lei Municipal 6003/2017 prevê multa e até suspensão de alvará de funcionamento para casos de descumprimento das medidas de acessibilidade estabelecidas para pessoas com deficiência, incluindo autistas.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem