Candidato a primeiro-ministro em Portugal diz que irá barrar Lula no país

 

Líder do partido considerado como extrema-direita, denominado Chega, e candidato ao Legislativo de Portugal, André Ventura, fez declarações incisivas durante um comício no interior do país, afirmando que, se eleito, não permitirá a entrada do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Portugal para o evento do feriado de 25 de abril, que celebra a redemocratização do país.

"Não vai entrar em Portugal", afirmou Ventura, destacando que, se assumir como primeiro-ministro, Lula será impedido de deixar o aeroporto. Ventura ainda sugeriu que, se Lula insistir, será detido.

Até o momento, o presidente Lula não confirmou sua presença no evento do feriado comemorativo português. Tradicionalmente, Portugal recebe visitas de chefes de Estado dos países de língua portuguesa. O político brasileiro ainda não comentou as ameaças proferidas por Ventura.

Além de Lula, Ventura também direcionou críticas ao chefe do Executivo espanhol, Pedro Sánchez, prometendo limitar suas visitas a Portugal. "Só entrará quando necessário, pois não queremos visitas frequentes. Neste país, ainda decidimos quem é bem-vindo. Corruptos já temos muitos aqui, não precisamos de mais do exterior", concluiu o candidato.




Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem