Suspeitos de atacar ônibus do Fortaleza são identificados, diz SDS

 

Autoridades de segurança e representantes dos clubes de futebol em Pernambuco se reuniram nesta sexta-feira (23) para discutir medidas preventivas após o incidente de vandalismo ocorrido na última quarta-feira (21). Na ocasião, membros de uma torcida organizada do Sport Club do Recife atacaram o ônibus que transportava a delegação do Fortaleza, deixando seis jogadores feridos.

O encontro, que aconteceu na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), teve duração aproximada de duas horas. Em declarações à imprensa após a reunião, o Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, afirmou que alguns dos responsáveis pelo ataque já foram identificados.

Carvalho também anunciou que os times visitantes receberão escolta policial reforçada como medida de segurança adicional. Ele defendeu a implantação de sistemas de reconhecimento facial nos estádios durante os jogos.

Enquanto isso, as preocupações com a segurança na Região Metropolitana de Recife e nos arredores do estádio dos Aflitos aumentam à medida que se aproxima o confronto entre Náutico e Sport, pela última rodada da fase inicial do Campeonato Pernambucano 2024. No entanto, o comandante da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Ivanildo Torres, garantiu a presença de 586 policiais para garantir a segurança durante a partida.

Como consequência do ataque, o Sport foi penalizado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. As partidas da equipe rubro-negra pela Copa do Brasil e Copa do Nordeste serão realizadas com portões fechados, e o clube não terá direito a ingressos para jogos fora de casa.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem