Pernambuco registra 338 casos de intoxicação pela "maré vermelha"

 

Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco, enfrenta um aumento nos casos suspeitos de intoxicação por "maré vermelha", com 60 novas notificações, totalizando agora 338 casos em investigação. Os registros foram feitos pela Secretaria de Saúde do Estado entre 31 de janeiro e 4 de fevereiro.

Além de Tamandaré, a praia de Maracaípe também apresenta casos em investigação. A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) anunciou que divulgará um relatório nesta terça-feira (6) com os resultados das investigações.

Embora ainda não haja confirmação de que os sintomas estejam relacionados à presença de microalgas, conhecida como maré vermelha, os afetados relatam dores de cabeça, náusea, irritação na pele e nos olhos, além de diarréia.

Apesar de uma análise preliminar não detectar características típicas do fenômeno, como cheiro e coloração no mar, autoridades recomendam que os banhistas evitem entrar na água se observarem tais sinais. Em caso de sintomas, orienta-se buscar atendimento médico imediato.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem