VÍDEO: Suposto Promotor De Justiça faz ameaças com arma de fogo em academia de Boa Viagem

MPPE  abriu investigação para descobrir se o aluno faz parte do Ministério Público

Na noite da última segunda-feira (29), um indivíduo ameaçou dois jovens com uma arma de fogo nas dependências da Academia Corpo Livre, situada em Boa Viagem, Zona Sul do Recife. O incidente foi registrado em vídeo e disseminado pelas redes sociais. Após a ameaça, o agressor retornou à academia na tentativa de se desculpar, mas as vítimas já haviam deixado o local. O 19º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança da área, não foi acionado.

A segurança privada da academia agiu prontamente e retirou o suspeito do local no momento da ocorrência. Até o momento, as vítimas não formalizaram um Boletim de Ocorrência. Em comunicado nas redes sociais nesta terça-feira (30), a Academia Corpo Livre informou o cancelamento da matrícula do agressor armado.

Veja no vídeo abaixo imagens do incidente:

Na Folha de Pernambuco

Em vídeo que circula nas redes sociais, um homem ameaçou dois rapazes com uma arma de fogo na Academia Corpo Livre, em Boa Viagem, na última segunda-feira (29). 

De acordo com informações iniciais apuradas pela Folha de Pernambuco, o suspeito de realizar a ameaça com arma de fogo é servidor do Ministério Público de Pernambuco. 

Por meio de nota enviada à reportagem nesta terça-feira (30), o Ministério Público de Pernambuco informou que a Corregedoria-Geral do órgão abriu um procedimento está coletando informações sobre o ocorrido. 

A Corregedoria-Geral do Ministério Público de Pernambuco abriu um procedimento preparatório assim que tomou conhecimento do vídeo que mostra um homem identificado como Promotor de Justiça, sacando uma arma de fogo em uma academia de ginástica no bairro de Boa Viagem, no Recife. No momento, a Corregedoria está coletando as informações sobre o ocorrido. Como estabelece a Lei Complementar nº 12/1994 e o Regimento Interno, os procedimentos da Corregedoria têm caráter sigiloso.

No momento em que a situação aconteceu, o homem se retirou do local acompanhado da namorada. A situação foi controlada pela segurança privada da academia sem o acionamento da Polícia Militar. 

De acordo com testemunhas, o servidor teria se queixado que outro aluno estaria olhando para sua namorada. Ele ameaçou esse rapaz e um amigo que estava junto no local.

Até a manhã desta terça-feira (30), nenhuma das vitimas registrou o Boletim de Ocorrência, o que deverá acontecer até a próxima quarta (31). 

Um amigo do homem que teve uma arma de fogo apontada para si, conversou com a reportagem da Folha de Pernambuco para detalhar o que viu e ouviu.

“Eu e o meu colega estávamos nos encaminhando para um aparelho de musculação, quando o rapaz apareceu. No início, não notei que ele estava armado, apenas após o início das ameaças dirigidas ao meu colega. Fiquei mais afastado e só ouvi que o homem armado queria que ele fosse embora da academia. Após esse incidente, ambos se dirigiram para perto da saída, quando meu colega foi embora. O rapaz armado retornou e, levantando a arma, falou que era para dar um aviso ao rapaz que tinha saído, dizendo que ele não pisasse mais lá, e essa essa é a parte que foi gravada por outra testemunha”, detalha.

Ele fez questão de pontuar que não conhecia o suspeito nem a namorada dele. Também disse desconhecer possíveis motivos para a ação violenta. “Não conheço o rapaz que estava armado nem a namorada dele, ou o motivo exato que levou ao episódio”, conclui.

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), “o homem que teria sido ameaçado, na última segunda-feira (29), em uma academia em Boa Viagem até o momento não registrou ocorrência. Já o casal envolvido, registrou ocorrência na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher - Santo Amaro, mas não quis representar criminalmente contra a outra parte”.  


O Conselho Regional de Educação Física da 12ª Região/Pernambuco (CREF12/PE) lamentou a situação em nota, enfatizando a defesa do diálogo e da paz no ambiente de prática de exercícios físicos. As vítimas ainda não registraram denúncia formal.

Segundo informações, na noite do incidente, por volta das 21h40, um promotor de justiça suspeitou que outro aluno estivesse olhando para sua namorada. Em decorrência desse entendimento, o promotor sacou uma arma de fogo, ameaçando o outro aluno acompanhado de um amigo. Testemunhas afirmam que ambos foram alvos das ameaças. Após o ocorrido, o indivíduo armado deixou o local acompanhado de sua namorada.



ALUNO SERIA MEMBRO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Segundo informações obtidas, um servidor do Ministério Público de Pernambuco é suspeito de ter realizado uma ameaça com arma de fogo nas dependências de uma academia localizada no bairro de Boa Viagem, em Recife.

Em comunicado à reportagem nesta terça-feira (30), o Ministério Público de Pernambuco informou que a Corregedoria-Geral do órgão instaurou um procedimento para coletar informações sobre o incidente. No momento da ocorrência, o indivíduo deixou o local acompanhado de sua namorada, e a situação foi controlada pela segurança privada da academia, sem a necessidade de acionamento da Polícia Militar.

Conforme relatos de testemunhas, o servidor teria se queixado de que outro aluno estaria dirigindo olhares à sua namorada, resultando em ameaças dirigidas tanto a esse rapaz quanto a um amigo que o acompanhava no local.

Até a manhã desta terça-feira (30), nenhuma das vítimas registrou Boletim de Ocorrência, embora a previsão seja de que isso ocorra até a próxima quarta-feira (31).

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem