Polícia recebe lista de funcionários responsáveis pelo quarto com câmera escondida

 


A Polícia Civil obteve a relação dos colaboradores da empresa terceirizada encarregada da administração do apartamento de luxo localizado em Ipojuca, no Litoral Sul do estado, onde uma câmera oculta foi recentemente descoberta dentro de uma tomada. Fontes indicam que os investigadores da Delegacia de Porto de Galinhas, responsável pelo caso, planejam ouvir os depoimentos de todos os funcionários indicados pela empresa responsável pela gestão, limpeza e locação do imóvel situado na Praia de Muro Alto.

Com base nesses depoimentos, os investigadores buscam identificar o possível responsável pela instalação da câmera oculta, conforme informado por fontes vinculadas à investigação. O caso ganhou notoriedade quando um casal de turistas de São Paulo descobriu a presença do dispositivo dentro de uma tomada estrategicamente posicionada em frente à cama de casal do apartamento, impedindo o acesso de conectores.

As vítimas, a proprietária do imóvel e o responsável pela empresa de administração já foram ouvidos pelos investigadores. Agora, o foco da investigação está na extensa lista de funcionários que tiveram acesso ao quarto. Embora volumosa, os investigadores planejam conduzir uma força-tarefa para ouvir todos os nomes relacionados, visando a identificação de possíveis suspeitos.

O incidente ocorreu em meados de janeiro, quando o casal se hospedou no imóvel. Após a descoberta da câmera, registraram um Boletim de Ocorrência no dia 15. No dia seguinte, a Delegacia de Porto de Galinhas instaurou um inquérito para apurar o caso. Um vídeo viral nas redes sociais mostra o momento em que a câmera foi encontrada no quarto de um condomínio de luxo na Praia de Muro Alto, em Ipojuca, no Litoral Sul. Embora a autoria das filmagens não tenha sido confirmada pela polícia, o local coincide com a apreensão do equipamento pelos investigadores da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

O vídeo exibe as instalações do quarto e parte do condomínio onde os turistas estavam hospedados. Fontes policiais não descartam a possibilidade de existirem outras vítimas da "câmera espiã", pois foi constatado que o disp ositivo estava instalado no quarto desde 2019.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem