Pernambucana morre na Bolívia após tropeçar e bater rosto no chão

 


Estudante de Medicina pernambucana, Camila Monteiro, 30 anos, faleceu de forma trágica na praça Cala Cala, na zona norte de Cochabamba, Bolívia. Segundo relato de seu irmão, Leonardo Monteiro, a jovem veio a óbito no domingo (14), após sofrer uma queda acidental, resultando em graves lesões faciais. Residente na Bolívia há aproximadamente oito anos, Camila era solteira.

Comerciantes locais foram testemunhas da queda que ocasionou uma fratura na mandíbula da estudante, seguida de uma convulsão. Mesmo com a rápida intervenção de uma ambulância, Camila não resistiu e foi encontrada sem vida no local do incidente. A Divisão de Homicídios da Força Especial de Combate ao Crime (Felcc) procedeu com a remoção legal do corpo, encaminhando-o ao Instituto de Investigações Forenses (IDIF) para a realização da autópsia legal.

Leonardo Monteiro informou que está a caminho da Bolívia, partindo de Petrolina, no Sertão pernambucano. Devido à impossibilidade financeira de custear o traslado do corpo, a família cogita a opção pela cremação, com a posterior transferência das cinzas para o Brasil.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem