Morre líder comunitário que teve corpo queimado em Petrolina

 

Na noite da última quinta-feira, dia 11, Cleber Batista do Nascimento, popularmente conhecido como "Cleber keké", líder comunitário de 40 anos, veio a óbito no Hospital Regional de Juazeiro, na Bahia, após ser internado desde o sábado (5). O trágico incidente ocorreu em sua residência, situada no bairro Pedra Linda, em Petrolina, Sertão de Pernambuco.

O episódio teve início durante uma discussão entre Cleber e sua companheira de 36 anos, resultando em graves queimaduras no corpo do líder comunitário. Em um vídeo amplamente compartilhado nas redes sociais, é possível testemunhar a acalorada discussão, culminando com a mulher provocando um incêndio no colchão. Mesmo diante das chamas se alastrando, Cleber permaneceu no quarto. No desfecho do vídeo, seus gritos indicam a incapacidade de deixar o local.

Inicialmente registrado como incêndio doloso pela Polícia Civil (PC), denotando intencionalidade, a mulher foi detida e autuada em flagrante delito. Após os procedimentos administrativos, foi encaminhada para a audiência de custódia, ficando à disposição da justiça. Posteriormente, foi liberada e aguardará o desenrolar do processo em liberdade.

"Cleber keké", além de líder comunitário, era fotógrafo e candidato ao cargo de vereador de Petrolina nas eleições municipais de 2020. O lamentável desfecho de sua vida deixa a comunidade enlutada e levanta reflexões sobre a violência doméstica, destacando a necessidade de medidas preventivas e de conscientização.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem