Homem encontrado esquartejado na PE-320 já havia sido preso por violência doméstica

 

Na tarde desta quarta-feira (17), o delegado Israel Rubis anunciou a confirmação da identidade do corpo esquartejado descoberto às margens da PE 320, em Afogados da Ingazeira, no último dia 6 de janeiro. A vítima foi identificada como Afonso Douglas Siqueira da Silva, de 27 anos, com residência oficial no Sítio Riachão, município de Sumé, Paraíba.

Rubis explicou que, mediante a confrontação do exame de DNA da mãe da vítima com o perfil genético do corpo encontrado, a Polícia Civil formalizou a identificação da vítima. O delegado informou: "Já mandei editar o Boletim de Ocorrência e colocar o nome dele como vítima."

O mistério em torno da identidade da vítima, que mobilizou a região após a descoberta do corpo, teve início com informações obtidas pelo blog, com a colaboração do jornalista Edvaldo Urso, da Paraíba.

No dia 11 de janeiro, a mãe de Afonso registrou queixa na Delegacia de Sumé por desaparecimento. O jovem havia sido liberado no dia 1º de janeiro, após ser preso um dia antes por agredir a companheira, também de Sumé, em São José do Egito.

Após a sua libertação, a mãe perdeu o contato com o filho. Fontes paraibanas indicam que é praticamente certo que ele tenha sido morto ao chegar em Afogados após o incidente. A polícia já está seguindo uma linha sólida de investigação.

A identidade, previamente revelada pelo blog, foi confirmada pelo confronto das tatuagens nos restos mortais com fotos de Afonso. O blog teve acesso exclusivo a uma das imagens.

O corpo de Afonso Douglas será sepultado ainda nesta quarta-feira em Sumé, Paraíba.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem