Chacina de São João completa 1 ano com suspeitos presos

 


Na presente sexta-feira (26), completa-se um ano desde a ocorrência da tragédia na cidade de São João, no Agreste, que resultou na morte de cinco pessoas. O crime teve lugar em um estabelecimento de venda de espetinhos, situado na praça da Avenida Coronel João Fernandes, no Centro. Meses após o ocorrido, alguns suspeitos foram detidos.

O crime ocorreu em 26 de janeiro de 2023. Entre as vítimas da chacina, estava uma criança de 2 anos. As vítimas encontravam-se no ponto de venda de espetinhos quando foram abordadas por criminosos armados.

Segundo a Polícia Civil, os perpetradores tinham como alvo Lucas Pereira Andrade, 23 anos, conhecido como "Lu", uma das vítimas fatais da chacina. Conforme informações da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS), as investigações iniciais indicaram que "a ação criminosa teria sido motivada por rivalidade entre grupos ligados ao tráfico de drogas". Cinco suspeitos de envolvimento no crime foram detidos em 27 de janeiro. Durante uma coletiva de imprensa, a Chefe da Polícia Civil, Simone Aguiar, informou que o mandante da chacina teria orquestrado o crime de dentro do presídio.

Em 2 de março de 2023, mais um homem denunciado por participação na chacina foi preso. Joelson José Gomes da Silva, 23 anos, estava escondido no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e foi capturado pela Polícia Civil.

Três outros homens suspeitos de envolvimento na chacina perderam a vida após confronto armado com policiais na BR-101, no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife, em 3 de fevereiro de 2023. O veículo em que estavam foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo. As vítimas fatais foram identificadas como Vinícius Ravelly Ferreira Cavalcante, 27 anos; Lucas Pereira Andrade, 23 anos; Valderlan Vinícius Bezerra Alves, 27 anos. Maria Sophia Gonçalves da Silva, de 2 anos, faleceu no hospital, enquanto Durval Roberto Pereira Neto, 21 anos, também veio a óbito após receber atendimento médico. Outras cinco pessoas feridas foram encaminhadas ao Hospital Regional Dom Moura. Ezequiel Pimentel, um dos sobreviventes, foi atingido por três tiros nas costas durante a abordagem dos suspeitos, e um dos disparos atingiu seu calcanhar, impedindo-o de fugir.


ARQUIVOS - Suspeitos foram mortos em ação da PM

Veja no vídeo abaixo reportagem do Cardinot na Guararapes na época dos fatos:


Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem