Vendas de natal têm o pior desempenho em três anos, diz Serasa

 

O Natal, aguardado pelo comércio, revelou-se com vendas abaixo do esperado neste ano, de acordo com levantamento da Serasa Experian. Mesmo com o aumento na procura por itens como ar-condicionado e ventiladores, devido à onda de calor, houve uma queda de 1,4% nas vendas durante a semana do feriado em comparação com o ano anterior.

Os dados revelam uma redução ainda mais expressiva no período que antecedeu o Natal, entre 22 e 24 de dezembro, com uma diminuição de 10,7% em relação ao mesmo intervalo do ano passado (16 a 18 de dezembro). Em São Paulo, o varejo físico também registrou uma queda de 1,2% nas vendas durante a semana do feriado e de 9,6% no final de semana, em comparação com os mesmos períodos de 2023.

O economista Luiz Rabi, da Serasa Experian, atribui parte desse resultado ao fato do dia 24 ter sido um domingo, historicamente um dia mais fraco para o comércio.

Apesar da maioria dos trabalhadores ter recebido o 13º salário, as expectativas otimistas do varejo para o fim do ano foram frustradas. Os primeiros números do Natal de 2023 refletem a tendência de vendas fracas já vista durante a Black Friday, em novembro, segundo Rabi. Ele avalia que muitos brasileiros escolheram utilizar o 13º para quitar ou renegociar dívidas.

"Com os índices de inadimplência atingindo recordes neste ano, os consumidores priorizaram a reorganização financeira, optando por usar o 13º salário para pagamentos e renegociações de dívidas, deixando as compras e os presentes de Natal em segundo plano", afirmou o economista da Serasa Experian em comunicado divulgado pela empresa.

1 Comentários

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem