Policial federal que salvou menina engasgada no DF é morto pela PM

 

Um incidente em um quiosque na noite de domingo, dia 17, resultou na trágica morte do policial federal Francisco Elionezio Braga Oliveira, no bairro da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Segundo informações da Polícia Militar do RJ, Francisco, de 38 anos, teria sido avistado armado, ameaçando um policial militar no local.

De acordo com relatos da PMRJ, uma equipe do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) foi acionada diante de relatos sobre um indivíduo armado ameaçando frequentadores do quiosque K8. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram Francisco portando uma arma e alegadamente fazendo ameaças a um dos PMs presentes. Conforme comunicado oficial, durante a abordagem, o policial federal teria agredido um dos policiais militares.

Durante a situação, duas mulheres tentaram intervir, sendo que uma delas, identificada como Thamires Duarte, 34 anos, acabou atingida por um tiro nas nádegas. As circunstâncias exatas do disparo permanecem indefinidas. Thamires foi socorrida e levada ao Hospital Lourenço Jorge, também na Barra.

Segundo relato da Polícia Militar, o policial federal se distanciou das mulheres e, ainda armado, dirigiu-se em direção ao militar, que efetuou um disparo como medida defensiva. Apesar dos esforços do Corpo de Bombeiros para prestar socorro, Francisco já estava sem vida quando o socorro chegou.

Francisco Elionezio Braga Oliveira era membro do Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da corporação e ganhou destaque em Brasília após salvar uma menina engasgada em um restaurante no Sudoeste, no dia 15 de outubro. O policial agiu rapidamente ao perceber a situação crítica da criança, realizando as manobras necessárias para desobstruir suas vias aéreas. Imagens obtidas mostram o momento em que a menina se engasga com arroz e linguiça, gerando pânico entre os frequentadores do local.

Este trágico episódio marca um desfecho lamentável para um oficial reconhecido por atos heróicos, deixando questões pendentes sobre os eventos que levaram à sua morte durante o incidente no quiosque na Barra da Tijuca.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem