Passageiro relata assalto em ônibus no bairro de Boa Viagem, Recife

 

O relato de um assalto presenciado por um passageiro dentro de um ônibus em Pernambuco trouxe à tona a preocupante questão da segurança nos coletivos. Glebson Alves, que embarcou em um centro comercial, percebeu movimentos suspeitos indicativos de um assalto em andamento. Mantendo-se afastado do suspeito, testemunhou o roubo dos celulares de dois adolescentes.

Em um momento de tensão, Alves encontrou-se cara a cara com o assaltante, que chegou a deixar a arma cair ao chão, próximo aos pés dele. Aproveitando a oportunidade, o passageiro pulou a catraca e o criminoso desembarcou, sem realizar mais ações, já próximo à delegacia de Boa Viagem.

Durante o incidente, uma passageira demonstrou intenso nervosismo, e ao parar o ônibus em frente à delegacia, Alves prontamente ofereceu água para acalmar a mulher, que estava visivelmente abalada.

Veja no vídeo abaixo o depoimento do passageiro sobre o caso:




SEGURANÇA NOS COLETIVOS

Os dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) revelam um aumento significativo nos casos de roubos a ônibus em Pernambuco. De janeiro a outubro do ano corrente, foram registrados 506 casos, em comparação com 386 ocorrências em 2022.

Para enfrentar essa situação, a SDS intensificou esforços no combate à violência no sistema de transporte coletivo. Até o momento em 2023, foram realizadas 931 prisões, além de apreensões de armas de fogo, armas brancas e substâncias ilícitas, destacando-se mais de 5kg de drogas confiscadas.

A atuação da Força-tarefa Coletivos e da Operação Transporte Seguro são fundamentais nesse cenário, com viaturas integradas que realizam abordagens em coletivos e paradas de ônibus. Outra operação, a Medina, visa conter depredações e práticas como o surfe nos ônibus, especialmente nos fins de semana, feriados e dias de jogos.

A FT Coletivos concentra-se em estudar o perfil dos crimes, identificando áreas e horários de maior incidência, o que facilita a identificação rápida de grupos criminosos e indivíduos envolvidos nesses delitos.

Equipes especializadas do Batalhão de Choque e das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) reforçam as abordagens, visando garantir a segurança dos usuários e profissionais do transporte coletivo.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem