Em vídeo, policial diz para matar suspeito em operação no Detran



Nove policiais militares estão sob custódia após uma operação na Comunidade do Detran, bairro da Iputinga, Recife, resultar na morte de dois suspeitos. As vítimas foram identificadas como Rhaldney Fernandes da Silva Caluete, de 31 anos, e Bruno Henrique Vicente da Silva, de 28 anos.

Em imagens capturadas por câmeras de segurança momentos após a invasão dos policiais do BOPE a uma residência, é possível se ouvir um dos policiais falando "mata o outro cara". As imagens atualmente são objeto de investigação. Veja no vídeo acima.

Dois dos policiais militares foram diretamente autuados pelas mortes, ocorridas na noite de segunda-feira (20), tendo suas armas apreendidas. A Polícia Militar (PM) informou que aguardarão uma decisão do Comando-Geral sobre possíveis punições na Polícia Judiciária Militar da PMPE.

As informações foram prestadas durante entrevista coletiva nesta terça-feira (21), no Quartel do Derby, sede da PM na capital pernambucana.

Veja no vídeo abaixo depoimento do coronel Fred Saraiva sobre o caso:

De acordo com o diretor adjunto de Planejamento Operacional da PM, Fred Saraiva, os policiais detidos podem enfrentar prisão administrativa, preventiva, flagrante ou serem liberados. A decisão sobre o caso está prevista ainda para esta terça-feira (21).

Saraiva relatou que, durante os depoimentos, muitos policiais optaram pelo silêncio, e por responder apenas perguntas da defesa. Acrescentou ainda que os familiares das vítimas foram convidados para esclarecimentos, mas não compareceram. Garantiu também que a PM manterá a atuação na Comunidade do Detran para assegurar a segurança da população.

Rhaldney Fernandes da Silva Caluete, de 31 anos, e Bruno Henrique Vicente da Silva, de 28 anos, suspeitos de tráfico, foram mortos em operação policial na comunidade do Detran, na Iputinga, Recife.


OPERAÇÃO TERMINA COM DOIS MORTOS NA COMUNIDADE DO DETRAN, NA IPUTINGA

Na noite desta segunda-feira, dia 20, membros do Batalhão de Operações Especiais (Bope) adentraram na Comunidade do Detran, em busca de suspeitos de tráfico de drogas. A incursão resultou em dois indivíduos mortos por disparos.

A ação teve início por volta das 19h30, com o objetivo de capturar um homem conhecido como "gerente" do tráfico na região.

Os PMs invadiram uma residência onde os dois suspeitos estavam. Parte da operação foi registrada em vídeos divulgados nas redes sociais.

Veja abaixo o momento em que os policiais arrombaram e entraram na residência:

Inicialmente, mulheres e crianças foram retiradas do local. Os dois homens baleados foram socorridos pela PM e levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, porém não resistiram aos ferimentos.

O caso foi catalogado como duplo homicídio "decorrente de operação policial".

De acordo com informações extraoficiais, os policiais do Bope responderam a uma ação agressiva dos suspeitos. No entanto, nenhum policial militar foi ferido, conforme relatou Fred Saraiva.

O caso foi encaminhado à Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) para investigação sobre a conduta dos policiais envolvidos.

Após a operação, moradores protestaram, resultando na queima de um ônibus. Veja no vídeo abaixo depoimento de familiares sobre as mortes:


NOTA DA POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO

A Polícia Civil de Pernambuco registrou a ocorrência como "entorpecentes (tráfico), tentativa de homicídio e homicídio decorrente de intervenção policial", por meio da Equipe de Força Tarefa de Homicídio na Capital.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem