VÍDEO: Flagrante de manobras perigosas em rodovia do DF

Na noite da última segunda-feira, dia 14, um motorista de um veículo de passeio chamou a atenção ao executar manobras arriscadas na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), em Brasília. O condutor, cuja identidade ainda não foi revelada, deixava a comemoração de aniversário de um amigo em Águas Claras quando realizou as ações imprudentes.

O veículo em questão, um Chevrolet Chevette branco, percorreu um trecho da EPTG realizando manobras em zigue-zague, bem como "cavalos de pau", colocando não apenas a sua própria vida em risco, mas também a de outros motoristas que compartilhavam a via.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), tais comportamentos configuram uma infração gravíssima. O CTB define como infração gravíssima o ato de "utilizar-se de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus". As consequências para essa infração incluem uma multa mínima de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir, apreensão e remoção do veículo, além da retenção da habilitação do condutor.

Vale ressaltar que esse tipo de comportamento também pode configurar crime, de acordo com o CTB. O artigo que proíbe a direção de veículo automotor em vias públicas em situações de corrida, disputa ou competição automobilística, bem como exibição ou demonstração de perícia em manobra não autorizada pela autoridade competente, pode resultar em penalidades mais severas. Nesses casos, a pena pode variar de seis meses a três anos de prisão, multa e até mesmo suspensão ou proibição de obter a permissão ou habilitação para dirigir.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), responsável pelo monitoramento da EPTG, declarou que as câmeras de vigilância da via não registraram o momento exato em que o motorista executou as manobras perigosas. Portanto, não foi possível aplicar uma multa com base nas imagens. O DER-DF também informou que entrou em contato com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) para cooperar na realização de operações destinadas a combater diversas formas de infrações que possam comprometer a segurança dos cidadãos nas estradas locais.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem