Tiroteio deixa um morto e feridos na BR-104, em Cupira

 

Na manhã desta quarta-feira, dia 09, uma equipe do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) respondeu a um chamado de disparos de arma de fogo na BR-104, na cidade de Cupira. Os eventos resultaram em uma fatalidade e duas pessoas feridas.

A vítima fatal foi identificada como Jackson Silva Herculano, detento cuja idade não foi divulgada. Alisson Ferreira de Lira Mendes, de 25 anos, também saiu ferido. Ambos haviam recém-deixado o presídio de Canhotinho e estavam sob monitoramento eletrônico.

De acordo com as informações obtidas, o incidente ocorreu quando os detentos, acompanhados por um taxista e a namorada de uma das vítimas, foram emboscados por um veículo modelo Toro. Os ocupantes da picape abriram fogo contra o táxi, resultando no óbito de Jackson e nos ferimentos de Alisson e do motorista do táxi.

No desdobramento do evento, foi possível apreender dois revólveres calibre 38 e munições. Esses artefatos estavam na posse de uma mulher, que foi detida e encaminhada para a delegacia do município para posterior investigação.

Os indivíduos que ocupavam o veículo Toro abandonaram o automóvel, que acabou parando em um barranco, e empreenderam fuga através de uma área de mata densa. As forças policiais estão realizando operações de busca na tentativa de capturá-los.

Vale destacar que Jackson Silva Herculano havia acabado de sair do Centro de Ressocialização do Agreste (CRA) em Canhotinho, no contexto do benefício conhecido como "Saidinha do Presídio", destinado a presos em regime de progressão de pena. Conforme as regras, ele deveria retornar à unidade prisional dentro de uma semana.

Além de Jackson, também estava no veículo Alisson Ferreira de Lira, de 26 anos, que cumpria pena por roubo e tráfico de drogas. O motorista do táxi, Autemir Florentino, e a esposa de Jackson, Hellidenaary da Silva Francisco, de 22 anos, completavam o grupo. A bordo de um táxi Fiat Pulse, o grupo foi interceptado por indivíduos em uma picape Toro, que efetuaram múltiplos disparos, resultando na morte de Jackson e ferindo o motorista e Alisson. Os atiradores saíram da estrada e abandonaram o veículo em um barranco antes de fugirem para a mata.

Após o tiroteio, a Polícia Militar chegou ao local e, durante as revistas nos veículos envolvidos, encontrou uma bolsa pertencente a Hellidenaary. Dentro dela, foram localizados dois revólveres calibre 38. A mulher foi detida em flagrante e conduzida à delegacia de Cupira, onde enfrentará acusações de porte ilegal de arma de fogo. A investigação segue em curso para esclarecer os detalhes desse triste episódio.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem