Suspeito de morte de PM no Guarujá é preso

 

Na manhã desta quarta-feira, dia 02, a Polícia Civil de Santos, litoral de São Paulo, efetuou a prisão de Kauã Jazon da Silva, suspeito de participar da morte do soldado da Rota Patrick Bastos Reis, ocorrida no dia 27 de julho, no Guarujá. O jovem, que completa 20 anos hoje, é irmão de Erickson David da Silva, conhecido como "Deivinho", apontado como o "sniper do tráfico", ou seja, o responsável pelo disparo que vitimou o PM.

De acordo com as investigações, no momento do ocorrido, Erickson estava vigiando um ponto de venda de drogas, enquanto Kauã atuava em outro ponto, alertando sobre a movimentação de viaturas na região. Supostamente, Kauã teria informado o irmão sobre a aproximação da viatura em que estava o soldado Patrick.

No último domingo (30/7), Erickson se entregou à polícia, e além dele e de Kauã, outras duas pessoas também foram presas em relação a esse caso. O secretário de Segurança Pública, Guilherme Derrite, informou que uma mulher, cuja identidade não foi divulgada, e um homem conhecido no tráfico como "Mazzaropi" foram detidos. Este último estaria envolvido na venda de drogas no local em que Erickson fazia a vigilância.

A Operação Escudo, deflagrada após a morte do policial militar, segue em andamento com o objetivo de localizar outros suspeitos que possam estar envolvidos no crime.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem