Pilotos de avião são alvos de operação contra o garimpo

 

Nesta manhã de quinta-feira, dia 17, a Polícia Federal (PF) iniciou a Operação Buruburu, visando a desarticulação de uma porção do sistema logístico empregado por garimpeiros na Terra Indígena Yanomami (TIY), com ênfase na identificação e detenção de pilotos e mecânicos de aeronaves que estariam operando na área.

Mais de 50 agentes policiais executaram 11 ordens de prisão preventiva, assim como 18 mandados de busca e apreensão, além de 19 medidas cautelares diversas da prisão. Todos esses mandados foram emitidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal em Roraima. Adicionalmente, foi determinado o congelamento de aproximadamente R$ 308 milhões pertencentes aos alvos da investigação. A operação foi realizada nos estados de Goiás, Pará, São Paulo e Rio de Janeiro.

As investigações tiveram início no começo deste ano, após um levantamento minucioso da PF identificar cerca de 10 aeronaves frequentemente associadas a casos de tráfico de drogas e exploração ilegal de garimpo. As aeronaves são de propriedade de um empresário que também estaria envolvido em mais de 10 processos minerários registrados na Agência Nacional de Mineração (ANM).

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem