Após cirurgia advogados dizem que Padre não pode voltar ao presídio


 O padre e psicólogo Airton Freire de Lima, de 67 anos, atualmente detido sob acusações de crimes sexuais, foi submetido a um procedimento cirúrgico para a substituição da válvula aórtica do coração. A cirurgia, que durou aproximadamente quatro horas, foi realizada no Real Hospital Português (RHP), localizado em Recife, na segunda-feira, dia 14.

O procedimento cirúrgico ocorreu enquanto o religioso está sob prisão preventiva, medida adotada em relação às acusações que pesam sobre ele. Airton Freire de Lima permanece em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do RHP, onde está internado desde o dia 23 do mês anterior.

Os representantes legais do padre, Marcelo Leal, Eduardo Trindade e Mariana Carvalho, enfatizaram novamente que seu cliente é inocente das alegações contra ele e destacaram as preocupações com sua saúde enquanto detido no ambiente prisional.

Segundo os advogados, "O religioso ainda necessita de cuidados médicos e estaria sujeito a sérios riscos de saúde caso retornasse ao ambiente prisional. Por essa razão, a defesa reitera que a prisão preventiva imposta é injusta e está trabalhando para reverter essa decisão."

Desde sua hospitalização, o padre tem recebido apenas a visita dos três advogados responsáveis por sua defesa, bem como da equipe médica liderada pelo cardiologista clínico Marcos Magalhães.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem