Estado Islâmico usou Telegram para recrutar jovens brasileiros

 

Adolescentes de 15 e 16 anos estão sendo alvo de recrutamento pela organização jihadista Estado Islâmico (ISIS) através do aplicativo #Telegram, conforme revelado por uma investigação conduzida pela Polícia Federal (PF). A investigação passou por uma nova etapa na semana passada e teve seus detalhes expostos pelo Metrópoles nesta quinta-feira (17/8).

Operações de busca e apreensão foram realizadas nas residências desses adolescentes nas cidades de Vassouras (RJ), Jundiaí (SP) e Amparo (SP). Esses jovens são considerados vítimas do crime de corrupção de menores.

O indivíduo apontado como responsável pelo recrutamento dos adolescentes é um brasileiro de 19 anos, residente em Barbacena (MG), que foi detido em 12 de junho no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). A prisão ocorreu enquanto ele se preparava para embarcar rumo a Istambul, na Turquia, de onde seguiria por via terrestre até as regiões ainda controladas pelo grupo extremista no Iraque e na Síria.

A partir da detenção do recrutador, a PF conseguiu rastrear os vínculos com os adolescentes em questão, culminando em uma nova operação executada em 10 de agosto, com a execução de mandados de busca.

Segundo a PF, não foram encontradas evidências de treinamento armado em território brasileiro, tampouco de uso de mesquitas ou centros religiosos como pontos de encontro para esse grupo radical. A cooptação dos adolescentes se dava majoritariamente através de mensagens trocadas no aplicativo.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem