Criança é sequestrada e colocada em mala nas Filipinas

 

Um caso de suposto sequestro envolvendo uma menina de 8 anos nas Filipinas teve um desfecho positivo com o resgate da criança. A garota teria sido sequestrada e transportada pela rua dentro de uma mala, de acordo com informações da polícia local.

O incidente ocorreu na última quinta-feira, dia 10, por volta do meio-dia, quando a menina retornava para casa após comprar um refrigerante na mercearia de sua tia na Ilha Cebu. Nesse momento, ela teria sido subitamente capturada e colocada à força dentro de uma mala preta.

Horas depois, a mãe da menina, Tyree Lanny Rendal, ao chegar em casa e não encontrar sua filha, soou o alarme, conforme relatado pelo portal Sunstar.com. Ao revisar as imagens das câmeras de segurança do prédio, ela visualizou um homem encapuzado levando a mala embora.

Após uma extensa busca, a polícia finalmente encontrou a menina em uma pensão a menos de meio quilômetro de sua casa, no distrito de Bakilid, na cidade de Mandaue, conforme reportado pelo Manilla Bulletin. Surpreendentemente, ela estava em grande parte ilesa, exceto por pequenos arranhões nas mãos, pés e boca, que alegadamente teriam sido causados pelo uso de fita adesiva para amarrá-la.

O suspeito, Godiflor Rama, de 32 anos, que trabalhou por mais de um ano como zelador do apartamento onde a menina e sua família viviam, foi detido pelas autoridades. Rama teria admitido o sequestro, mas alegou que suas ações foram uma forma de ensinar uma lição aos avós da criança, após uma desavença. "Espero que a família possa me perdoar pelo que fiz", teria dito o suspeito aos repórteres locais, conforme informado pelo The Daily Mail, que identificou a menina como Jim Nichole Rendal You.

O suspeito afirmou que não fechou completamente a mala para que a menina pudesse respirar e negou ter cometido abuso sexual enquanto ela estava em cativeiro. "Eu admito que a menina é bonita, mas isso não significa que eu goste dela. Eu não a estuprei", afirmou ele à imprensa. Rama ainda alegou que alimentou a menina e a deixou brincar durante o período em que ela esteve sob sua custódia, mantendo que sua intenção era devolvê-la à família após 6 horas.

A sobrevivente do sequestro, uma menina de 8 anos, já foi reunida com sua mãe, que agradeceu à polícia por resgatar rapidamente sua filha das mãos do sequestrador.



Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem