Assassino da policial do DF é morto ao reagir à prisão

 

Leandro Peres Ferreira, de 46 anos, apontado como o suspeito do assassinato da policial civil do Distrito Federal, Valderia da Silva Barbosa Peres, de 46 anos, faleceu durante um confronto armado com a Polícia Militar de Goiás (PMGO) na madrugada desta segunda-feira (14/8).

O suspeito, que estava em fuga desde a última sexta-feira (11/8), foi localizado pela PMGO na cidade de Porangatu (GO) e reagiu à abordagem policial. As autoridades informaram que Leandro estava portando um revólver calibre 32.

Ele foi encontrado em uma via próxima à BR-153 e recebeu socorro por parte do Corpo de Bombeiros (CBMGO); posteriormente, foi transportado para o Hospital Municipal de Porangatu, mas não resistiu aos ferimentos.

Valderia atuava na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) 2, em Ceilândia, e foi vítima de um homicídio brutal, sofrendo mais de 64 facadas, de acordo com os laudos preliminares do Instituto de Medicina Legal (IML). O corpo da agente foi descoberto no banheiro de sua residência, em Arniqueiras, na tarde da sexta-feira (11/8). Este incidente marcou o vigésimo terceiro feminicídio registrado na capital federal ao longo deste ano.

A vítima ocupava o cargo de chefe da Seção de Apoio Administrativo, Estatística e Informática da Deam 2. Ela havia recentemente se separado de Leandro, que, conforme informações, retirou uma quantia substancial em dinheiro em espécie e planejou fugir após o assassinato. O suspeito até preparou uma mala contendo roupas e itens pessoais para sua fuga após o homicídio.

A brutalidade do ataque chocou os investigadores. "Nunca testemunhei uma situação tão extrema, tão terrível quanto essa", enfatizou a delegada-chefe da Deam 2, Letízia Lourenço.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem