VÍDEO: Marido de paciente dá soco em médico suspeito de assédio sexual

Nesta sexta-feira, dia 21, um médico ginecologista, de 73 anos de idade, foi preso em Goiânia sob suspeita de crimes sexuais cometidos contra suas pacientes. O caso ganhou notoriedade quando o marido de uma das vítimas agrediu o médico dentro do consultório, localizado no Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams) Novo Horizonte, no mês de junho deste ano.

As denúncias foram feitas por pacientes que alegaram terem sido vítimas de "violação sexual mediante fraude" por parte do médico. Em um vídeo que circulou nas redes sociais, um homem com o registro de ocorrência contra o médico o confronta diante da câmera do celular, confirmando sua identidade e o chamando de "abusador", antes de agredi-lo com um soco no rosto.

A prisão preventiva do ginecologista foi decretada pela Delegacia Estadual de Atendimento à Mulher (Deaem), porém, detalhes sobre a idade das vítimas e a forma como os crimes ocorreram não foram divulgados pela polícia.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) emitiu uma nota afirmando que o médico é um servidor efetivo da Secretaria Estadual de Saúde, cedido ao município de Goiânia desde 2014, onde atuava no Ciams Novo Horizonte. A SMS declarou que, até o momento, não havia recebido nenhuma denúncia contra o profissional, mas, após os acontecimentos, ele foi afastado de suas funções desde o dia 30 de junho. A secretaria ressaltou o compromisso com a qualidade da assistência e o acolhimento dos usuários, repudiando atos de desrespeito.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) também se manifestou por meio de nota, informando que denúncias relacionadas à conduta ética de médicos são apuradas e tramitam em total sigilo.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem