Prédio desaba em Paulista e pessoas são soterradas

 

Na manhã desta sexta-feira, dia 07, uma tragédia ocorreu no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife, quando uma parte de um prédio tipo caixão desabou. Segundo relatos de testemunhas, pessoas foram soterradas pelos escombros e ficaram feridas, havendo também a possibilidade de crianças estarem desaparecidas entre os destroços. As autoridades estão em busca de "múltiplas vítimas", e o Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 6h35, enviando oito viaturas ao local.

O edifício em questão é o bloco D7 do Conjunto Beira-Mar, localizado na Rua Dr. Luiz Inácio de Andrade Lima. De acordo com moradores, o prédio já estava interditado por ordem judicial e, devido à falta de vigilância, foi invadido e reocupado em 2012.

Jailson Júnior, despachante que presenciou o desabamento, relatou o momento angustiante em que o prédio entrou em colapso. Ele desempenha suas funções no terminal de ônibus do Conjunto Beira-Mar, nas proximidades, e testemunhou a cena de desespero. Segundo ele, havia pessoas soterradas no local, incluindo crianças que estavam sob uma placa de concreto. Os serviços de emergência, como o SAMU, a Guarda Municipal e o Corpo de Bombeiros, foram prontamente acionados e estão mobilizados para auxiliar nas operações de resgate.

É importante ressaltar que, em abril deste ano, outra tragédia semelhante abalou Jardim Atlântico, Olinda, quando ocorreu o desabamento de uma parte do Edifício Leme. Naquela ocasião, seis pessoas perderam a vida e outras cinco ficaram feridas. Assim como o prédio do Janga, o Edifício Leme, também classificado como um edifício tipo caixão, estava interditado desde o ano 2000 devido a problemas de segurança. No entanto, lamentavelmente, ele foi reocupado, resultando em consequências trágicas.



Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem