Padre suspeito de participação em estupro é preso

 

Padre Airton Freire, fundador da Fundação Terra, foi detido na manhã desta sexta-feira (14) em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. Ele estava suspenso de suas atividades religiosas desde maio, sob suspeita de envolvimento em um crime de estupro.

Segundo informações da Polícia Civil, uma entrevista coletiva será realizada para divulgar mais detalhes sobre a prisão preventiva do padre Airton Freire, criador da Fundação Terra. A personal stylist Silvia Tavares de Souza acusa o religioso de ter participado de um estupro, do qual ela afirma ter sido vítima em agosto de 2022 (assista ao relato abaixo).

Em 31 de maio, Silvia Tavares de Souza compareceu ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, localizado no centro do Recife, para pedir a conclusão da investigação do caso. O processo tramita em sigilo de justiça e está sendo investigado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e pela Polícia Civil, que receberam a denúncia em novembro e dezembro de 2022, respectivamente. Em 30 de maio, o padre foi suspenso pela Diocese de Pesqueira, no Agreste do estado (leia mais abaixo).

A vítima alega que o crime de estupro foi cometido por um motorista do padre, chamado Jailson Leonardo da Silva, de 46 anos, agindo sob as ordens do religioso. Por sua vez, o padre Airton Freire nega todas as acusações. Em comunicado, seus advogados afirmaram estarem surpresos com a decisão.


DEFESA DO PADRE ALEGA SURPRESA

Em comunicado, seus advogados afirmaram estarem surpresos com a decisão. Veja abaixo a íntegra da nota da defesa.


"Surpreendeu a defesa do padre Airton Freire a decisão de decretar a prisão preventiva do sacerdote. O feito é totalmente contrário às condições previstas em lei e será tratado em habeas corpus a ser impetrado pela defesa. Importante lembrar que o padre, um homem de 67 anos, sofre sérias restrições de saúde.

A decisão ignora que o padre havia se afastado das funções eclesiásticas e da presidência da Fundação Terra, onde desenvolve um trabalho social que atendeu milhares de pessoas nos últimos 40 anos. Depois do afastamento, ficou isolado em sua residência – que é fixa, onde ele pode ser encontrado a qualquer momento –, de forma a não interferir nas investigações.

Apesar de todo o apoio que tem recebido de milhares de pessoas na internet e em manifestações públicas nas ruas de Arcoverde (PE), o padre jamais estimulou ou insuflou movimentos, de modo a não causar comoção social ou desordem pública. E mais: agiu de boa-fé ao concordar em se apresentar espontaneamente à Justiça após a decretação da prisão, sem criar mecanismos de retardamento do cumprimento da ordem legal." 

Defesa do Padre Airton Freire


Reveja todo caso 


Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem