Lojas Americanas fecha 38 lojas e perde 10% de clientes em 2023

 

Em meio à sua maior crise até o momento e passando por um processo de recuperação judicial, a gigante do varejo Americanas anunciou o fechamento de 38 lojas entre janeiro e maio de 2023. Esses números foram revelados no relatório mensal de atividades da empresa, divulgado pelos administradores judiciais na segunda-feira, 3 de julho.

De acordo com o relatório, um total de 48 lojas da Americanas foram fechadas nos últimos 12 meses. Até maio deste ano, a empresa contava com 1.842 lojas em funcionamento. O número de clientes ativos registrou uma queda de quase 10% (9,9%) em maio, em comparação com dezembro de 2022. Ao longo dos últimos 12 meses, essa queda foi de 12,1%.

No período entre junho e dezembro do ano passado, ainda antes da crise desencadeada pela descoberta de um rombo contábil bilionário que não havia sido detectado pelas empresas de auditoria, a Americanas já havia enfrentado uma redução de 2,4% na quantidade de clientes.

Segundo o relatório, a Americanas encerrou o mês de maio com um montante de caixa disponível de R$ 1,178 bilhão. Esse valor representa uma diminuição de 38% em relação ao saldo registrado em junho de 2022.

A dívida da varejista atingiu R$ 20,599 bilhões em maio. Esses dados não incluem o endividamento bancário associado ao risco sacado. O risco sacado é uma modalidade de antecipação de recebíveis, em que o fornecedor não possui fluxo de caixa suficiente para aguardar a data do vencimento, e a empresa compradora ou tomadora do serviço exige um prazo para efetuar o pagamento.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem