Pacheco pede retratação de Barroso após fala polêmica

 




O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), faz críticas e pede retratação de Luís Roberto Barro, Ministro do Supremo Tribunal Federal, após discurso do magistrado durante evento da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Brasília.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou, na quarta-feira (12), que a democracia brasileira derrotou o bolsonarismo. Ele participou de evento organizado pela União Nacional dos Estudantes (UNE) em Brasília, e disse que o governo de Jair Bolsonaro foi marcado pela censura, tortura e ataques à democracia.

Barroso também foi vaiado por um grupo de estudantes de enfermagem. Em setembro do ano passado, o ministro suspendeu a decisão do Congresso Nacional que determinou a implementação do piso salarial para a categoria em todo o país. Com o governo federal liberando R$ 7 bilhões para Estados e municípios, ele revogou a decisão.

Ainda no evento, Barroso disse que receber críticas e vaias faz parte do processo democrático. "Saio daqui com as energias renovadas pela concordância e pela discordância, porque essa é a democracia que nós conquistamos", afirmou.

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), criticou a fala de Barroso. Segundo Pacheco, a fala do ministro foi "inadequada, inoportuna e infeliz".

"A presença do ministro em um evento de natureza política, uma fala de natureza política, é algo infeliz, inadequado, inoportuno. O que espero é que haja por parte do ministro Luís Roberto Barroso uma reflexão sobre isso e, eventualmente, uma retratação no alto da sua cadeira de ministro do STF e prestes a assumir a presidência da Suprema Corte", disse Pacheco.

Barroso foi vaiado durante discurso no evento, na noite dessa quarta-feira (12), e, apesar de declarar que o direito à manifestação é sagrado, ele afirmou que o grupo estava "reproduzindo o bolsonarismo".

A fala de Barroso repercutiu nas redes sociais, com muitos usuários criticando o ministro por se envolver em política. Outros, no entanto, defenderam Barroso, dizendo que ele estava apenas defendendo a democracia brasileira.


Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem