EUA teria nave alienígena

Ex-agente afirma que material biológico não-humano foi recuperado de nave alienígena 

Durante uma audiência no Congresso dos Estados Unidos (EUA), o ex-agente de inteligência, David Grusch, conhecido por denunciar casos de ocultação de naves espaciais pelo governo, fez uma revelação surpreendente. Ele afirmou que materiais biológicos não-humanos foram retirados de UAPs (fenômenos aéreos não identificados, em tradução livre). 
Grusch relatou que esses materiais foram encontrados em algumas das recuperações de UAPs e, ao ser questionado se eram de origem humana, respondeu categoricamente que não. "Eles não eram humanos, e essa avaliação foi feita por pessoas diretamente envolvidas no programa, com quem conversei", afirmou o ex-agente. Apesar dessa declaração intrigante, Grusch esclareceu que pessoalmente não teve contato com corpos alienígenas, e que também não poderia discutir publicamente se testemunhou a presença de uma espaçonave.
David Grusch testemunha durante audiência pública do Congresso sobre óvnis. Em junho, ele denunciou à imprensa de que governo dos EUA escondia evidências sobre o tema.
David Grusch testemunha durante audiência pública do Congresso sobre óvnis.

David Grusch não foi o único a depor na audiência. David Fravor, ex-comandante da Marinha dos EUA, e Ryan Graves, um ex-piloto da Marinha, também compartilharam seus relatos sobre encontros com UAPs, corroborando a hipótese de que o governo oculta informações sobre naves alienígenas. O objetivo principal da audiência foi questionar os relatórios sobre os UAPs e pressionar por mais transparência sobre os achados. Durante o evento, Grusch também reiterou que ouviu relatos de diversos oficiais militares e ex-funcionários de inteligência, que afirmavam que o governo atuava em segredo em relação aos UAPs.

 

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem