Blogueira é presa por planejar morte de ex-patroa

 

A blogueira Chrysline Paola Oliveira Gaia, de 31 anos, foi presa na última segunda-feira, dia 17, em Manaus, acusada de planejar um assalto a uma loja de roupas e acessórios na capital. A informação veio à tona após a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) divulgar detalhes da operação.

De acordo com as investigações, o crime ocorreu no dia 8 de junho deste ano, na Rua Sulamita, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus, por volta das 20h40. Chrysline Paola Gaia e outros três indivíduos, identificados como Denick Harley Feitoza Barata, de 28 anos, Oyama Brendon Lopes de Souza, de 21 anos, e Manuela Nayara Afonso Conde, de 26 anos, invadiram o estabelecimento.

No momento do assalto, dois dos criminosos estavam armados e coagiram a proprietária da loja e outras vítimas presentes no local. A violência empregada pelos assaltantes resultou em agressões físicas à proprietária, que também foi ameaçada. Algumas vítimas foram mantidas trancadas no banheiro do estabelecimento.

Além de bens pessoais, o grupo roubou mercadorias, aparelhos celulares e o carro da proprietária. As investigações apontaram Chrysline Paola Oliveira Gaia como a mentora intelectual do assalto, tendo facilitado a entrada dos criminosos na loja. Ela também foi acusada pelos comparsas de ter planejado a morte da proprietária.

Outro fato revelado pelas investigações é que Chrysline Gaia possuía um vínculo empregatício com o gabinete do deputado estadual Sinésio Campos (PT). Registrada como assistente de gabinete parlamentar (APC-4) desde janeiro de 2021, a blogueira recebia um salário mensal de R$ 1.854,80, de acordo com informações do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Após a prisão de Chrysline Gaia, o deputado Sinésio Campos solicitou imediata exoneração da servidora. As autoridades continuam a investigar o caso para esclarecer todos os detalhes do assalto e verificar possíveis conexões adicionais.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem