Advogados do Padre Airton dizem que ele tem risco de morte

Os advogados do padre Airton Freire apresentaram um pedido à Justiça de Pernambuco para que a prisão preventiva do sacerdote seja convertida em prisão domiciliar, devido ao seu grave estado de saúde. A solicitação foi protocolada na Vara Única da Comarca de Buíque, no Sertão pernambucano, nesta terça-feira (25). A defesa, por meio de sua assessoria de imprensa, enfatizou que o padre "corre risco de morte se for mantido no presídio, onde não há condições de atendimento médico imediato". Veja abaixo o relatório médico do padre de um hospital particular do Recife.

Padre Airton foi preso no dia 14 deste mês sob acusações de assédio sexual. No último sábado, ele foi transferido para o Hospital Português, no Recife, devido a um pico de hipertensão arterial. Os advogados também destacaram que o sacerdote enfrenta risco de morte, uma vez que possui uma prótese na artéria aorta, que pode se romper em situações de quadros hipertensivos. A defesa anexou à petição um laudo médico do cardiologista Marcos Magalhães, no qual é ressaltado que o quadro de hipertensão do religioso "é de difícil controle". Além do pedido de prisão domiciliar, os advogados Marcelo Leal, Mariana Azevedo e Eduardo Trindade também impetraram um pedido de habeas corpus. Segundo a defesa, a prisão "viola a legislação, uma vez que o padre Airton, que alega inocência, não interferiu nas investigações, não representa ameaça e se apresentou de forma espontânea à Justiça pernambucana".

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem