Vaza laudo psiquiátrico da mãe dos filhos de Gugu e caso é grave

 

A disputa pela herança de Gugu Liberato ganha um novo capítulo nesta segunda-feira (26). O laudo psiquiátrico de Rose Miriam di Matteo, mãe dos filhos do apresentador, vazou para a imprensa e revela novos detalhes da situação.

O colunista Erlan Bastos, do Em Off, teve acesso ao documento e revelou seu conteúdo, expondo que Rose estaria "incapaz" quando assinou o contrato com Gugu em 2011, estabelecendo as regras para a criação das crianças.

Esse contrato é utilizado pela defesa da família que deseja manter o testamento de Gugu como está, ou seja, com a fortuna dividida entre os filhos e sobrinhos. Com o laudo, a defesa de Rose e das filhas pretende mostrar que, no momento da assinatura do documento, ela não estava plenamente consciente do que estava fazendo.

Assinado e emitido pelo médico psiquiatra Thiago Fernando da Silva, o laudo foi solicitado pela defesa de Rose. O documento revela que ela foi internada no início de 2011, a pedido de um psiquiatra, após uma tentativa de suicídio. Durante o atendimento, Rose teria declarado "não ser uma boa mãe" e "sentir-se solitária".

Durante o período de internação, ela recebeu o diagnóstico de "episódio depressivo" e "sintomas obsessivos preexistentes associados ao relacionamento afetivo". A tese da defesa é que, passando por tudo isso, Rose não estava em plena capacidade mental para decidir ou não assinar o contrato.

"Em março de 2011, seus sintomas psiquiátricos encontravam-se descompassados, tendo acabado de sair de uma internação hospitalar por tentativa de suicídio, e encontrava-se incapaz para os atos da vida civil", conclui o médico no laudo.


Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem