Fábrica clandestina de fumo é desmontada pela polícia no agreste

 

Uma operação policial realizada pelos militares do 9º Batalhão de Polícia Militar resultou na descoberta de uma fábrica clandestina de falsificação de fumos de marcas renomadas, na última segunda-feira, dia 19, em Saloá, no Agreste pernambucano. Durante patrulhamento no bairro de Jardim Petrópolis, em Garanhuns, os policiais receberam uma informação de um cidadão comum, indicando que no Sítio Lajedo, uma movimentação suspeita de veículos e indivíduos carregando pacotes estava ocorrendo.

Diante dessa denúncia, a equipe policial se deslocou até o referido local, inicialmente com a suspeita de estar lidando com um caso de tráfico de drogas. No entanto, ao chegarem ao destino, constataram que se tratava de uma fábrica clandestina, onde eram produzidas falsificações das marcas populares Maratá, Super Bom, Saci, Suave e Rocha. Quatro pessoas foram encontradas no local e foram detidas enquanto embalavam o material forjado.

Chama a atenção o fato de que o ambiente de manipulação do fumo não apresentava condições adequadas e ainda estava exposto a roedores, representando um risco à saúde pública. Durante a operação, foram apreendidos quatro seladoras, 70 sacos de fumo a granel, 253 sacos de fumo já embalados, 34 sacos de embalagens, 25 pacotes de sacos pretos e cinco balanças digitais. Todo o material apreendido, assim como os indivíduos envolvidos, foi apresentado na Delegacia de Bom Conselho para adoção das medidas legais cabíveis.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem