Desembargador diz que R$ 50 mil é muito após fio elétrico matar homem e amputar perna de idosa


No decorrer do julgamento de um processo que envolve o pagamento de indenização por morte, danos morais e materiais, juízes do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) examinavam os pleitos apresentados por uma família, quando uma declaração proferida pelo desembargador Mário-Zam Belmiro causou indignação.

Ao expor seu ponto de vista, Belmiro defendeu a redução do valor da indenização e sugeriu que R$ 50 mil, quantia proposta por outro magistrado, seria um montante excessivo para pessoas que residem em áreas rurais. Veja no vídeo acima.

No ano de 2020, a família autora do processo passou por momentos de terror quando a ruptura de um cabo de alta tensão de uma empresa causou a morte de um parente e fraturou o fêmur de outro membro da família em dois lugares distintos.

 

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem