CRISE DOS LEITOS: MPPE recomenda reforço na vacinação de crianças e abertura de novas vagas

 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) solicitou ao Governo de Pernambuco que intensifique a estratégia de vacinação em crianças e disponibilize leitos de enfermaria como medidas para combater a crise de superlotação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais e pediátricas. Além disso, o órgão também requisitou que o governo oriente os pais a evitar aglomerações para proteger seus filhos.

Atualmente, mais de 60 bebês e crianças aguardam na fila por um leito. A situação se tornou tão grave que a governadora Raquel Lyra (PSDB) decretou estado de emergência em saúde pública por 90 dias, devido ao aumento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causada por vírus. O número de crianças e bebês com SRAG à espera de uma vaga na UTI chegou a ultrapassar 80, mas na segunda-feira (26) havia 55 crianças e dez bebês na fila. Além disso, há quatro crianças e 26 recém-nascidos aguardando leitos de UTI para outras doenças. Desde maio, o MPPE tem realizado audiências com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para monitorar as medidas adotadas para enfrentar essa crise. Durante a reunião desta segunda-feira, o assunto foi novamente discutido com a secretária Zilda Cavalcanti.

Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem