Corretora de imóveis é suspeita de traficar cocaína

 

Na manhã desta sexta-feira, dia 23, Nathalia Marques, uma corretora de imóveis de 34 anos, foi detida em flagrante por envolvimento em um esquema de tráfico de drogas. Com mais de 3 mil seguidores no Instagram, a investigada compartilhava sua rotina de trabalho, viagens e passeios, mas por trás das aparências, atuava ao lado de um suspeito de 35 anos na comercialização de drogas gourmet através de aplicativos.

Segundo informações, a traficante encontrou uma maneira inusitada de se destacar no mercado ilegal e fidelizar clientes. Ao enviar as porções encomendadas, Nathalia incluía adesivos personalizados e brindes, como balas e acessórios relacionados ao consumo das drogas. A residência da suspeita, localizada em Águas Claras, foi alvo de uma operação policial que resultou na apreensão de cocaína, ketamina, comprimidos de ecstasy, GHB, "loló", skunk em diferentes variedades, LSD, uma balança de precisão e equipamentos para o fracionamento das substâncias.

Além disso, a traficante oferecia aos seus clientes um cardápio com opções de drogas, incluindo a cocaína "escama de peixe", conhecida como a forma mais pura da substância, ecstasy e maconha. Em um anúncio obtido pela coluna Na Mira, ficou evidente que aqueles que optassem pela entrega via transporte por aplicativo teriam que pagar uma taxa de R$ 2 para cobrir o custo da embalagem de presente, que disfarçava o conteúdo da encomenda. Entretanto, a traficante também oferecia um serviço de motorista particular, chegando até mesmo a entregar as drogas diretamente na porta do prédio do cliente.

O cúmplice de Nathalia também está sob investigação por envolvimento no tráfico de drogas. A polícia descobriu que a dupla direcionava suas vendas especialmente para o público LGBTQIA+. Após quatro meses de investigação, as autoridades confirmaram que os suspeitos utilizavam as redes sociais, especialmente aplicativos como WhatsApp e Grindr, para atrair clientes e anunciar seus entorpecentes.



Postar um comentário

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu.

Postagem Anterior Próxima Postagem