Manaus: botos e índios

Botos

Ainda no Rio Negro viajamos mais de uma hora de barco para chegar ao local onde poderíamos nadar com os botos. O boto, assim como o pirarucu ficou ameaçado de extinção por conta de superstições e matança para utilizar a carne como isca.
Matavam botos apenas para retirar os órgãos sexuais colocar em álcool e passar no corpo como se fosse um perfume. A mulher passa em suas partes íntimas para "amarrar o homem" e o homem passa o perfume para atrair o sexo oposto. Esses perfumes, infelizmente, ainda são vendidos em feiras de Manaus, apesar da fiscalização.


Outra superstição também responsável pelo abate de botos é que seus olhos são amuletos que atraem o sexo oposto.



Para completar, o boto rosa é morto para ser usado como isca para pesca da piracatinga, peixe carniceiro exportado para a Colômbia, também conhecido como douradinha. Até 2015 se sabia que pelo menos 4000 botos eram mortos por ano para pescar a piracatinga. 
Para minimizar a situação, o governo proibiu a pesca da piracatinga por cinco anos. Mesmo sabendo que a morte de um boto pode dar de seis meses a cinco anos de prisão, pescadores ilegais ainda continuam a matança. Conversando com ribeirinhos no Rio Negro, eles me contaram que é impressionante o efeito da carne de boto como isca para atrair a piracatinga. Cardumes inteiros entram em armadilhas para comer a carne do boto.


Você pode ver o vídeo que fiz com os botos. Usei uma câmera à prova d'água mas o Rio Negro fez valer o seu nome. A água escura esconde as imagens.




Os Índios


Fomos visitar uma comunidade indígena que vem se sustentando pela própria natureza mas principalmente pelo turismo. 
As agências de turismo pagam, segundo fui informado, para os índios fazerem algumas apresentações de sua música e dança. Ao memo tempo os índios vendem seu artesanato após o espetáculo.


Me chamou a atenção as condições de vida em pleno século 21. Sem energia elétrica, água tratada e vivendo em casebres.


No vídeo abaixo você pode conferir as danças e as músicas apresentadas. Bem como o caminho até chegar na comunidade.




Manaus: botos e índios Manaus: botos e índios Reviewed by Joslei Cardinot on 18:49 Rating: 5

Recent Posts